Naruto Dimension, o melhor fórum da atualidade!
 
FAQInícioPortalBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-seCalendário

Compartilhe | 
 

 [Rank - C] O Preço da Fama (One-Post)

Ir em baixo 
AutorMensagem
Makoto
Chūnin - Konoha
Chūnin - Konoha
Makoto

Função : ADMINISTRADOR
Alertas :
50 / 10050 / 100

Mensagens : 615
Pontos por atividade : 753
Reputação : 0

Ficha Shinobi
HP:
650/650  (650/650)
Chakra:
400/400  (400/400)
[NPC] Experiência:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: [Rank - C] O Preço da Fama (One-Post)   Qua Ago 15, 2018 12:20 pm



FAMOSINHA DO INSTA
Akimichi Makoto



2/10


— Oh, que porcaria. Eu não acredito que terei de lidar com isso, sério? Oh, droga. Só de falar já fico com mais fome... — Resmungava ao devorar ainda mais porções de carne sobre a grelha. Estava num jantar com Hizaki pra comemorar a sua promoção e tudo que ele sabia falar era sobre trabalho. Pra ajudar o banco do restaurante não era muito agradável e a garçonete não tinha aparecido com o meu pedido que já tinha saído fazia três minutos. — Quer dizer então que vou ter que escoltar uma atriz mimadinha até aquela porcaria de aldeia? BYAHAHAH! Eu devo estar maluco. — As palavras saltavam com pedaços de costelinha de porco pelas lacunas não preenchidas na minha boca - famoso banguela. — Ei, isso é meu, não mexa! — Dizia recolhendo a carne que cuspi sem querer.

Hizaki era um dos poucos que se divertia com os meus modos e parecia não estar incomodado, embora não gostasse muito dele eu não podia negar um convite pra comer, ele conhecia meu ponto fraco. Preparei-me pra tampar os ouvidos quando ele começou a falar — o nome dela é Tênia, é estrangeira, mas cresceu em Getsugakure e toma a aldeia por sua terra natal — ele deu uma pausa e comeu uma pequena fatia de salmão, fazendo-me sentir vergonha de estar fazendo a refeição com um maricas — e pensei que você fosse a pessoa ideal pra me acompanhar. — Entendi o que ele queria dizer. Esse maldita fala mansa sabe que não lidaremos com nada além de pequenos bandidos, assaltantes de estrada e seres tão baixos que mal conhecem o significado da palavra chakra, então ele espera que a minha cara feia seja o suficiente pra fazer com que corram pra bem longe. Isso era uma ofensa sem tamanho.

— Tudo bem, eu aceito se me pagar um churrasco pra cada dia que ficarmos em viagem. BYAHAHAHAHA! — contudo eu ainda podia negociar pra não soar tão ofensivo assim. Ele prontamente aceitou, então limpei a boca no pano da mesa e saí pra preparar meus pertences.

Todos estavam acordados em casa, o clã Akimichi fazia sua última refeição alguns minutos antes de ir cochilar e fechava como a décima do dia. Os caçulas estavam lavando a louça e brigando pelo resto da sobremesa, mas eu prontamente enfiei o calcanhar na testa de um deles e roubei todo o pudim na tigela do fedorento. — Saí daqui, sua leitoa branquela. Esse pudim é meu. — Eles choraram e acordaram o resto dos familiares, mas eu não liguei. Estava ocupado demais organizando as ferramentas. Anexei adesivos explosivos em cinco shurikens e amarrei duas com seis metros de fio de nylon cada, nunca se sabe quando precisamos dessas coisas.

A carruagem já me esperava quando coloquei os pés pra fora de casa. — Oh, quanta mordomia. Tô me sentindo uma princesa. BYAHAHAHAHAHAH! — Subi, cumprimentando a garota e Hizaki. Ela era uma mulher diferente, muito atraente, seios fartos, cintura fina, olhos azuis, corpo esbelto, cabelo longo castanho e não fazia a mesma cara de nojo que todas faziam quando eu aparecia, ainda mais em ambientes fechados como a pequena cabine da carruagem. — Senhora, você não concorda comigo que fazer os cavalos andar por tanto tempo deixa a carne dura? BYAHAHAHAHAHAHAH! — Lancei uma piada, ela devolveu-me um sorriso. Hizaki corou inconformado e sussurrou consigo mesmo algo sobre ter feito uma escolha errada, não entendi direito e continuei com as piadas.

Entre uma frase e outra, quando deixamos o País do Fogo achei que fosse melhor estipular os turnos antes que outro o fizesse. — Ei, maricas. Eu vou dormir e você me acorda se acontecer alguma coisa. Assim vamos revezando, okay? Se acontecer algo você se tranca aqui feito a bichinha que você é e eu enfrento os perigos. — Disse ao Hizaki, exibindo-lhe meu bíceps grande e gelatinoso. Rapidamente caí no sono. A viagem se estendeu por algumas horas até que um cheiro peculiar me deixou curioso, todos me olharam com o mesmo sentimento.

— Eu conheço esse cheiro. É pexe-frito, só pode ser. Essa região não tem lagos ou rios, vejam — disse puxando um mapa e mostrando-lhes que eu era mais inteligente e preparado do que esperavam — o último riacho está beeem para o país do fogo, então alguém trouxe a comida até aqui por algum motivo, podem ser assaltantes. Madame, vou caçar esses peixes. Quer dizer, bandidos. Fique aqui e me espere. — Disse e saí cuidadosamente da carruagem, entalando acidentalmente duas ou três vezes. — Merda, odeio lugares apertados.

Não que eu tivesse um super olfato, mas o cheiro de carne queimando em meio ao aroma das folhas das árvores e da terra molhada é realmente muito distinto e eu estava realmente muito faminto. Entrando no bosque vi três crianças de uns nove anos, deveriam ser colegas. Estavam com ferramentas ninja de plástico e assavam peixes no espeto enquanto diziam serem ninjas, eu lhes dei petelecos na testa e um pontapé na bunda, fazendo com que deixassem as manjubas no espeto todas pra mim. Abocanhei, limpei a boca engordurada na manga da camisa igualmente engordurada e pisoteei a fogueira, apagando a fraca labareda que atraía alguns insetos ao seu redor.

Voltei ao ponto de encontro com todos me esperando e o sol se pondo sobre meus ombros, dando-me a feição do pior tipo de sujeito. — Voltei. Foi fácil como tirar peixe da boca de criança. Lidei com os dito cujos. — Afirmei heroicamente, entrando com dificuldade na cabine e voltando a roncar agora com bafo de atum.

A viagem teria quatro dias de ida e três de volta; a ida demorava mais porque estávamos tomando um caminho alternativo onde os riscos eram menores para a nossa querida Tênia. Tedioso. Tomávamos banho nas fontes termais, aliás, eles tomavam. Eu só tomei uma vez. Comíamos em pequenos restaurantes e eu compensei o que não gastei nos banhos. A questão é, cedi ao apelo de Tênia pra que tomássemos banho na sua fonte termal predileta, onde segundo ela, sempre se banhava. Tive que aceitar.

O lugar era fechado, bem reservado e o preço um absurdo. Esse é o melhor de sair com uma celebridade: ela está sempre recebendo mimos. A ala feminina e masculina era separada por um muro baixo e do meu ponto de vista a visão era bela. Deixamos os equipamentos e roupas no porta-trecos e saí com a maior toalha que arrumei, entrando na água quente para relaxar um pouco. Já estava caindo no sono quando homens armados até os dentes entraram pela porta exigindo pela princesa. Levantei-me num salto e, nu, prostrei-me na posição de combate. — Droga, eu disse. Banhos são do mal. Tênia, você vem sempre aqui, não é? Eles já esperavam que você fizesse essa pausa e nos pegaram sem as nossas armas. Isso não é bom. — Enrolei-me na toalha e vi que um deles já se projetava sobre mim num salto, mas segurei o seu punho quando ia me cortar com a espada e a outra mão levei até a cabeça do meliante, afogando-o na água fervendo da nascente, segurei pelos cabelos até a vida do corpo se esvair e ele parar de se contorcer. A outra meia dúzia me olharam com medo nos olhos, eram apenas bandidos e não podiam lidar com ninjas.

— Venham, seus malditos fanfarrões! BYAHAHAHAHAH! — Dessa vez vieram em pares, saquei a espada do cadáver e brandi contra as duas deles, batendo-as freneticamente enquanto avançava usando do alcance superior que tenho. Pela vantagem numérica e apenas isso eles conseguiram me fazer um corte superficial na coxa. — Ora, seu filho da mãe!! — Virei-me com uma pedra que adornava a banheira e esmaguei o crânio do sujeito sem piedade ouvindo o baque surdo do seu corpo desmoronando com a rocha enterrada na cabeça em deformidade.

Hizaki dançava habilmente acertando golpes leves e sem graça entre os bandidos que não os causavam muito ferimento. Um deles era um exímio artista marcial e o derrotou, correndo em minha direção. Muito imbecil. Barriguei-o, jogando minha cintura avantajada contra seu tronco e derrubando o maldito mercenário. Pisei em seu peito com o pé direito e deixei que o meu peso fizesse faltar ar, desmaiando-o.

O mais velho que tomei como mandante do plano usou desse momento pra me desequilibrar e derrubar na fonte, caindo ele mesmo sobre mim enquanto tentava enfiar o dedo nos meus olhos. Lutamos debaixo d'água com meu sangue tingindo de carmesim o a banheira fervorosa. Quebrei o pescoço do caduco empurrando meus polegares contra o seu pomo-de-adão, o suficiente pra que ele morresse. Emergi com os olhos lacrimejando pelo calor.

— Chega de banhos por um mês, vamos. — Ordenei. Tinha lidado com quase todos os bandidos e tinha moral pra passar por cima da autoridade de Hizaki. Voltamos pra embarcação e Tênia me perguntou ansiosa sobre todas as técnicas, respondi-lhe que era natural para mim lutar contra numerosos batalhões e derrotá-los apenas com o meu mindinho. O final da viagem se deu comigo contando sobre meus grandes feitos inventados na hora e Tênia rindo muito. Hizaki estava incomodado com minha grande popularidade com as mulheres e por isso ficou de canto resmungando. Logo chegamos e tive que me despedir da primeira fêmea que não me fez sentir vontade de gorfar em mais de cinco minutos de conversa, foi bem triste dizer adeus. Ela pediu para que ficássemos mais, no entanto eu já não suportava mais a comida de lá e Hizaki não suportava me ouvir falando.

Missão:
 




.......

[17:45:13] @ Kurt : ja tankei arthur, mexicano e eric
[17:45:15] @ Kurt : ao mesmo tempo
[17:45:17] @ Kurt : me respeita
[17:45:44] @ Accel : tankou eles roubando a gm?
[17:45:48] @ Accel : acho que nao
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kurt
Chūnin - Konoha
Chūnin - Konoha
Kurt

Função : ADMINISTRADOR
Alertas :
0 / 1000 / 100

Mensagens : 399
Pontos por atividade : 470
Reputação : 1

Ficha Shinobi
HP:
600/600  (600/600)
Chakra:
1300/1300  (1300/1300)
[NPC] Experiência:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: [Rank - C] O Preço da Fama (One-Post)   Qua Ago 15, 2018 1:07 pm

k
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
[Rank - C] O Preço da Fama (One-Post)
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Missão Rank A] Estranho Dojo (Exclusivo ANBU)
» Missão de Rank B - Salvamento Marítimo
» Apocalipse Zumbi
» Rode JOGOS de RMXP no seu Android
» Cheryl - Um conto dos Grimm

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Dimension :: Konohagakure no Sato :: Missões da Vila-
Ir para: